Grávida de nove meses morre após sofrer queda em banheiro de maternidade no Recife A recém-nascida foi salva pela equipe médica, mas estado de saúde é grave

barros-lima

Uma mulher grávida de nove meses morreu, na manhã desta quarta-feira (10), após sofrer uma queda em um banheiro da Maternidade Professor Barros Lima, no bairro de Casa Amarela, Zona Norte do Recife.

A queda ocorreu por volta das 3h. A mulher estava acompanhada do seu companheiro e pai do bebê, que relatou a queda. O impacto causou um traumatismo craniano na gestante.

Após a queda, Raquel Pedro da Silva, de 29 anos, foi levada para o bloco cirúrgico, onde foi submetida a uma cesariana, segundo a Secretaria de Saúde do Recife (Sesau). Ela não resistiu e faleceu logo após o procedimento cirúrgico. A equipe médica tentou reanimá-la por 35 minutos, sem sucesso.

A recém-nascida foi salva pela equipe médica. Ela foi entubada e estabilizada, mas seu quadro de saúde ainda é grave. A bebê foi transferida para uma UTI neonatal no Hospital Memorial Guararapes, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife.

A gestante havia dado entrada na maternidade na última segunda-feira (8), para realizar o parto da filha, com 41 semanas de gestação. Segundo a Sesau, a paciente chegou sem estar em trabalho de parto e foi feito um ultrassom que atestou boas condições clínicas do bebê.

“O procedimento obstétrico seria normal (menos invasivo e de melhor recuperação para paciente), considerando as condições da gestante e seu histórico de cinco partos normais anteriores. Porém, o incidente ocorrido alterou a assistência médica indicada até então”, detalhou a Sesau. 

A direção da maternidade acionou as Polícias Militar e Civil de Pernambuco para as investigações do caso.

As autoridades ainda ficaram responsáveis por colher depoimentos de pessoas que estavam na mesma enfermaria, de modo a esclarecer todas as circunstâncias do óbito.

“A Policlínica e Maternidade Professor Barros Lima se solidariza com familiares e amigos neste momento de dor, mas reforça que toda a assistência médica possível foi prestada à gestante e seu bebê”, disse a unidade, em nota.